Sistema de Arrefecimento

O sistema de arrefecimento é aquele responsável por manter a temperatura ideal de trabalho do motor.

Para o perfeito funcionamento e máximo aproveitamento do combustível, o veículo não pode trabalhar frio e tampouco muito acima dos 110 graus celsus. Trata-se de um sistema vital para o pleno funcionamento e um dos que mais deixam motoristas com carros parados durante viagens.

mecanico-manutencao-de-um-motor-de-carro_1170-1176Nos carros, o sistema mais comum para refrigeração é o do tipo à água, onde a mistura de água e aditivo circula pelas galerias de dentro do motor, impulsionada pela bomba d’agua , chegando até o radiador por meio de mangueiras, onde há troca de calor entre o líquido e o ar, baixando a temperatura do líquido que ao retornar as galerias do motor, reduz a temperatura deste.

Em relação aos defeitos mais comuns nesse tipo de sistema, temos como principal problema a fervura do líquido de arrefecimento, quando esse atinge mais de 110/120 graus e entra em ebulição, que quando ignorada pode permitir ao motor chegar a travar de forma a causar o fundimento, só corrigível com retífica ou até troca de bloco e componentes internos como bielas, virabrequim entre outros componentes.

  • Diversas causas podem levar a fervura. O primeiro e mais simples é a baixa quantidade ou qualidade de líquido, por isso, semanalmente o motorista deve chegar se o líquido está no nível correto no reservatório e se esse líquido é composto de aditivo específico, pois a água ferve antes da temperatura ideal de trabalho da maioria dos motores, podendo causar o problema de borbulhamento e superaquecimento.
  • O segundo ponto a se observar é a estanquiedade do sistema de arrefecimento, não podem existir nos componentes e junções (braçadeiras, mangueiras, juntas, etc) qualquer sinal de vazamento, oxidação ou umidade, que possam a longo prazo permitir diminuição do nível do fluído circulante.
  • O bom estado de mangueiras , que não podem se expandir nem encolher com as variações de temperatura do motor, e do radiador, que deve ter as aletas lisas e sem amassados permitindo a passagem do ar e troca de calor principalmente ao ser acionado o eletroventilador (ou ventoinha) , são pontos vitais para que o sistema mantenha a circulação e troca de calor da forma correta. Também, a tampa do radiador e do reservatório do líquido, precisam manter a pressão correta no sistema para que essa circulação aconteça corretamente.
  • Por fim, a bomba d´agua é o último e dos mais importantes componentes que podem causar graves problemas, geralmente, ela é impulsionada pela correia dentada, e possui pás que pressurizam água para todo o sistema e essas pás muitas vezes por corrosão , deixam de ter seu formato perfeito e a pressão de água não atinge o ponto correto , causando má circulação.

Dessa forma, temos apresentados todos os componentes do sistema e os defeitos que podem acometer cada um deles. Ao motorista, cabe o cuidado com o nível e qualidade do fluído de arrefecimento, e a solicitação de verificação do sistema a cada revisão em seu mecânico de confiança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s