Amortecedor a Óleo ou a gás? Diferenças e escolha

Saiba as diferenças para escolha de amortecedor a óleo ou a gás.

 

Em nossa rotina na Outpec uma pergunta é bastante frequente: o que é melhor, amortecedor a óleo ou a gás… ou as vezes, o cliente já vem com um preconceito sobre o tema, afirmando que com um determinado modelo o carro fica bobo demais ou faz mais barulho..

Fato é que apesar de a parte externa semelhante, no uso, os 2 tipos oferecem resultados diferentes. Amortecedores a óleo possuem em seu interior, apenas óleo e oxigênio, na mão dá pra perceber que o a óleo controla bem o movimento de encolher, mas não se abre sozinho e segura pouco esse movimento, que seria o de subida da carroceria, que no carro, é empurrado pelas molas.

No uso intenso, o óleo se mistura com o oxigênio e forma bolhas, diminuindo a ação do amortecedor, gerando a chamada cavitação, que é uma perda de ação de amortecimento. Além disso, essa mistura acelera a corosão e desgaste interno da peça, diminuindo sua vida útil.

Então resumindo, amortecedor a óleo é mais mole, tem ação maior no movimento de encolher a suspensão do que ao extender, tem variação na ação de acordo com o uso e tem vida útil menor.

funcionamento-amortecedor

Já os amortecedores a gás são os que no lugar do oxigênio, recebem na fabricação Nitrogênio sob pressão, por isso também são chamados de pressurizados e de acordo com o fabricante podem receber nomes comerciais tal qual o Turbogás , registrado pela Cofap, mas com funcionameto exatamente igual ao HG da Nakata ou Gas Premium da Monroe.

Analisando o amortecedor nas mãos, pode se ver ao acionar a peça que a resistência ao encolhimento é sempre maior e tão logo se solta a extremidade, a peça inicia sozinha o movimento de extensão. Isso se traduz no carro, com maior rigidez da carroceria, e estabilidade do conjunto, ficando o conforto determinado pelo projeto do carro, com molas adequadas a isso. Adicionalmente, o óleo e o nitrogênio não reagem, e ao longo do uso, o amortecedor mantém sua função sempre uniforme, independente da solicitação que recebe. Além disso, pela ausência de oxigênio e oxidação, a vida útil desse tipo de amortecedor é maior, tanto que a garantia costuma ser de 2 anos para esse tipo de peça.

Resumindo o Amortecedor a gás: mais firme , ação uniforme e vida útil maior.

E o que vemos na prática da loja: a cada dia, a oferta de amortecedores a óleo diminui, poucos são os carros que oferecem as 2 opções , e nos modelos lançados mais recentemente ou aqueles de qualidade um pouco superior, nem em catálogo existe a linha de amortecedores a óleo. Mesmo os carros populares já não vêm como essas peças pois o conforto é feito com a calibração correta de molas e os amortecedores se encarregam da segurança, mantendo a estabilidade ao garantir o máximo de contato dos pneus com o solo, então os modelos a gás trazem segurança ao projeto.

Dessa forma, respondemos a qualquer questão de nossos clientes sobre amortecedor a óleo ou a gás, se existe a opção, instale um modelo a gás e rode tranquilo.

Um comentário

  1. Gostei da explicacao.
    Por favor me passe o endereco pois tenho um scenic 1.6 16v e estou querendo colocar os amortrcedores a gas.
    Me passe tbm o orcamento. Obrigado

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s